Textos


Canto do cisne
 
Nosso amor, é um triste vulto,
Que se mantém, ainda insepulto,
Na rigidez e no fedor da podridão.
Transformou a nossa vida num insulto,
E aguarda, do padre, o indulto,
Para baixar, aos sete palmos, o caixão...
 
Como o cisne que soa o canto da morte,
Sabendo antecipadamente a sina, a sorte,
Nosso amor, sobrevive na escuridão...
Como conhecer as entranhas do sentimento,
Se ele, é a raiz e o próprio alimento,
De um infeliz e malfadado coração?
 
elzio
Enviado por elzio em 27/06/2017
Alterado em 10/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr